Polícia

Vereador é preso suspeito de encomendar assassinato para vingar a morte do irmão

Manoel Carneiro, conhecido como Neto Carneiro (PL), é detido em Quixadá, Ceará, após envolvimento em crime chocante.


Quixadá, Ceará – O vereador Manoel Carneiro de Figueiredo Neto, mais conhecido como Neto Carneiro (PL), de 39 anos, foi preso em flagrante pela polícia sob a suspeita de encomendar o assassinato de Danilo André Vieira, também conhecido como “Danilo Ventão”. O crime, que ocorreu na cidade de Quixadá, no interior do Ceará, teve como motivação a vingança pela morte do irmão de Neto Carneiro, Edmar Carneiro, ocorrida em agosto de 2023.

De acordo com informações obtidas através do inquérito policial ao qual o G1 teve acesso, o vereador Neto Carneiro teria contatado um adolescente de 17 anos para executar Danilo Ventão. O jovem, com antecedentes por atos infracionais relacionados a tráfico de drogas e porte ilegal de arma, afirmou em depoimento à polícia que foi contratado pelo parlamentar.

O assassinato de Danilo Ventão foi registrado por câmeras de segurança de um posto de combustível. Além do vereador, foram capturados outros três suspeitos envolvidos no crime:

  1. Carlos Henrique da Silva Flor, 30 anos, com histórico criminal por roubo a pessoa e tráfico de drogas;
  2. Francisco Felipe de Lima Nascimento, 21 anos, com passagens por porte ilegal de arma de fogo;
  3. Um adolescente de 17 anos, com atos infracionais relacionados a tráfico de drogas e porte ilegal de arma.

Os adultos foram autuados em flagrante por homicídio doloso, enquanto o adolescente foi autuado por ato infracional análogo ao mesmo crime.

O adolescente informou à polícia que o vereador Neto Carneiro entrou em contato dois dias antes do crime, solicitando seus serviços para vingar a morte de seu irmão Edmar Carneiro, assassinado em um bar na localidade de Jatobá, em Quixadá, em agosto de 2023. O vereador teria informado ao jovem que sabia do paradeiro do alvo, Danilo Ventão, e o buscaria pessoalmente.

O caso chocante está sendo investigado pelas autoridades locais, que prometem esclarecer todos os detalhes do ocorrido e garantir que a justiça seja feita. Neto Carneiro está sob custódia e aguardará o desenrolar do processo judicial para determinar sua responsabilidade no crime.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *