Polícia

Um ano sem Bruna que sumiu de Barbalha e família ainda espera vê-la voltando

Bruna saiu de casa dia 16 de maio de 2023 e não mais retornou

Nesta quinta-feira completa um ano do desaparecimento de uma garota de 23 anos em Barbalha. Até hoje o sumiço de Bruna Maria Lucena de Azevedo, de 23 anos, é um verdadeiro mistério. Mais o longo tempo de espera não foi suficiente para apagar o sonho da família de um reencontro. Como cita a prima dela, Luzicleide Azevedo, “a esperança não morreu”. As investigações sobre o caso não avançaram muito e a família continua indo à Delegacia de Barbalha como ocorreu há duas semanas.

Ela morava sozinha, não estudava e nem trabalhava, mas, segundo familiares, vivia um momento de felicidade demonstrando estar bem consigo. Bruna foi vista pela última vez no dia 16 de maio de 2023. Desde então, muitas divulgações sobre o desaparecimento dela, buscas em hospitais, delegacias, entrevistas e o comparecimento a locais em que ocorriam achados de cadáveres femininos e na própria Perícia Forense de Juazeiro.

Inclusive, já existe na Pefoce material coletado da mãe de Bruna para comparação em qualquer exame de DNA necessário. Dona Patrícia Cirilo de Azevedo é, hoje, um verdadeiro exemplo de força e esperança sem esconder a angustia em relação a algo tão misterioso. No dia 27 de junho um homem que era muito amigo de Bruna e foi visto caminhando com ela na área central de Barbalha, no dia do desaparecimento, chegou a ser preso. Ele negou envolvimento no sumiço da garota e terminou liberado dias depois.

Site Miséria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *