Tiro que matou um adolescente e deixou dois feridos em escola de Sobral foi acidental, diz Polícia

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) concluiu, nessa terça-feira (22), as investigações sobre a tragédia na Escola Professora Carmosina Ferreira Gomes, em Sobral, que matou um adolescente de 15 anos e deixou outros dois feridos. O relatório da PC-CE aponta que o tiro foi efetuado de forma acidental. O adolescente apontado como responsável pelo tiro que atingiu as vítimas foi autuado no Ato Infracional análogo a homicídio doloso e tentativa de homicídio. O caso foi encaminhado ao Poder Judiciário.

Durante as investigações, a Polícia Civil ouviu 27 pessoas e colheu mais de 30 depoimentos. Segundo as investigações da PC-CE e o laudo pericial, o adolescente apertou o gatilho quando a arma ainda estava dentro da mochila que ele carregava e um único tiro atingiu as três vítimas que estavam na mesma fila de cadeiras que o suspeito. Ainda de acordo com as investigações, o adolescente levou a arma para o colégio como forma de se proteger do bullying que sofria. Entretanto, as vítimas atingidas não eram as pessoas que praticavam tal ato.

A Polícia Civil também instaurou outro inquérito policial para esclarecer como o adolescente teve acesso à pistola utilizada no crime, uma arma legalmente adquirida por um Colecionador, Atirador desportivo e Caçador (CAC), que foi preso temporariamente no último dia 19. O homem é investigado pela prática de comércio ilegal de arma de fogo.

Fonte: cn7.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *