Sem prefeito, gestão municipal de Iguatu assina contrato de R$ 11 milhões para consultoria

Trabalho é para supervisão técnica de obras
Mesmo com Iguatu sem ter prefeito, pois Ednaldo Lavor foi cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) — e novas eleições só acontecerão em 5 de fevereiro de 2023 –, a gestão municipal assinou contrato de R$ 11.710.449,20.

A prefeita interina Eliane Braz deve anular esse contrato da secretaria de Infraestrutura para fazer consultoria sobre obras.

 

Em tempo

O contrato foi assinado no último dia 21 de novembro. Nessa data, Iguatu já sabia que o município terá novo prefeito. Os secretários atuais, em tese, arrumam as gavetas.

Confira documentos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *