Professores de Quixadá fazem protesto pedindo reajuste de 33,24% no salário

Vale lembrar que vários municípios do Ceará já aprovaram o reajuste

Professores do município de Quixadá realizaram um protesto, nessa quinta-feira (3), contra a prefeitura da cidade, cobrando o reajuste de 33,24% no salário. O acréscimo é retroativo a janeiro de 2022, e segue o que estipula a Lei Federal nº 11.738/2008. Entre os beneficiados com a medida estão os professores ativosaposentadospensionistas e temporários.O acréscimo será dado na tabela de vencimentos e na atualização dos valores financeiros da PVR (Parcela Variável de Redistribuição do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica – PVR-Fundeb).Prefeitura nega o aumento

Em nota publicada nas redes sociais, no último dia 25 de fevereiro, a prefeitura de Quixadá afirmou que a aplicação do reajuste no salário dos profissionais da educação iria impactar economicamente o município. “A concessão de reajuste sem a observância de estudos financeiros poderá acarretar desequilíbrio nas contas do município, gerando insegurança para o pagamento do salário de servidores”, disse em um trecho do comunicado.

Confira nota completa:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *