Polícia

Homem é condenado a 38 anos de prisão por matar a ex-companheira e a irmã dela em São João do Jaguaribe

O Tribunal do Júri de São João do Jaguaribe condenou Romerito Soares Lima por dois homicídios triplamente qualificados cometidos contra a ex-companheira e a irmã dela, em agosto de 2022. A Justiça fixou uma pena total de 38 anos de reclusão. O condenado deverá cumprir a pena em regime inicialmente fechado, e sem direito a recorrer em liberdade.

Romerito assassinou sua ex-companheira e a irmã dela após uma festa na zona rural de São João do Jaguaribe, na qual a ex-mulher teria dançado com outro homem. O condenado esperou as vítimas voltarem da festa e as encurralou a caminho de casa com sua motocicleta, derrubando-as, e depois as esfaqueou. O crime foi testemunhado pelo filho de uma das vítimas e por uma vizinha. Romerito fugiu do local do crime, mas teve sua prisão preventiva decretada pela Justiça a pedido do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE).

Considerando o artigo 121 do Código Penal, no julgamento, Romerito foi condenado por dois homicídios triplamente qualificado, por motivo fútil, sem possibilidade de defesa das vítimas e feminicídio. O réu foi condenado a 18 anos de reclusão pela morte da ex-companheira, e a 20 anos pela morte da irmã dela, totalizando 38 anos de pena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *