Política

Gastos sem piedade: Câmara dos Deputados já custou mais de meio bilhão apenas em 2023

Salário de R$ R$ 41.650,92, auxílio-moradia de R$ 4.253,00 ou apartamento de graça para morar, verba de R$ 118.376,13 para contratar até 25 funcionários, além de gastos para alimentação, aluguel de veículo e escritório, consultas médicas, divulgação do mandato, entre outras despesas. Esses são os principais benefícios de um deputado federal na Câmara.

Com isso, o pagador de impostos já desembolsou mais de meio bilhão de reais para sustentar os deputados. Só 2023, até novembro, foram gastos mais de meio bilhão de reais. No total, são R$501.914.754,91 (quinhentos e um milhões e novecentos e quatorze mil e setecentos e cinquenta e quatro reais e noventa e um centavos). Os gastos ainda vão disparar, tendo em vista que ainda estão reservados R$77,7 milhões a serem gastos à vontade até o fim do ano.

Cada gabinete recebe R$118.376,13 todo mês somente para gastos tipo gasolina, aluguel de carros e jatinhos, hospedagem, propagandas. A verba subiu 6% a 15 dias da eleição do novo presidente da Câmara, neste ano. Em 2024, haverá outro aumento de 6% e 6,23% para 2025.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *