Esportes

Federação Cearense de Futebol (FCF) entra com pedido de revogação de efeito suspensivo do Sport

A Federação Cearense de Futebol entrou nesta segunda-feira (1), com um pedido de reconsideração do efeito suspensivo concedido do STJD ao Sport para jogar com torcida. A ideia da entidade é garantir a segurança da delegação do Ceará para jogo da Copa do Nordeste no dia 10 de abril, após o atentado sofrido ao ônibus do Fortaleza no dia 22 de fevereiro, quando o veículo foi alvejado por bombas e pedras, ferindo seis jogadores do elenco tricolor.

A entidade diz que “a questão da concessão do efeito suspensivo, especialmente no presente caso,  deve ser reconsiderada, ao menos no tocante ao jogo a ser realizado pelas quartas de final da Copa do Nordeste previsto para o dia 10.04, um dia após a sessão de julgamento marcada por este STJD, por uma questão de segurança a todos os partícipes do espetáculo, visto que as autoridades públicas e desportivas pernambucanas, assim como a agremiação do Sport Club do Recife não demonstram qualquer garantia de segurança a seus visitantes. O que se vê, repita-se, é um total descaso merecedor da competente e merecida  punição por este STJD, já que localmente nada se faz ou se promove para evitar a onda de violência que assola em especial aos jogos realizados na condição de mandante pelo Sport Club do Recife”.

O documento da FCF, assinado pelos advogados Eugênio Vasques e Leandro Vasques destaca que “nem o Estado de Pernambuco e nem a equipe do Sport Club do Recife têm condições de garantir a segurança dos torcedores e muito menos das equipes visitantes”.

Recurso

O Sport tem atuado com torcida após efeito suspensivo conseguido no STJD e o julgamento do recurso solicitado pelo clube será no dia dia 9 de abril, um dia antes do jogo contra o Ceará. O recurso será julgado pelo Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). No 1º julgamento, o Sport foi punido com oito jogos de portões fechados e entrou com um recurso

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *