Política

Elmano disse que não manifestou apoio a nenhuma pré-candidatura do PT

O governador do Ceará, Elmano de Freitas (PT), disse que não manifestou apoio a nenhum dos pré-candidatos do seu partido à Prefeitura de Fortaleza às eleições de outubro deste ano. O chefe do Executivo estadual esteve no sábado (9/3) em evento do Governo do Estado para a entrega de cerca de 1.500 escrituras do Programa Papel da Casa, no Centro de Eventos, na capital cearense.
Ele foi questionado sobre o apoio anunciado pelo Campo Democrático, corrente do PT liderada pelo deputado federal José Guimarães (PT), ao presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, deputado estadual Evandro Leitão (PT). Guimarães chegou a dizer que a manifestação tinha o “aval” do governador, após diálogo antes do anúncio dado na última quinta-feira (7).
“Eu não tenho nenhuma manifestação de apoio a nenhuma pré-candidatura do PT. Acho que não me cabe nesse momento. Acho que cabe buscar me preservar para construção do diálogo e da unidade”, afirmou Elmano, que seguiu: “O aval que dei ao deputado Guimarães e ao grupo dele é que ele pudesse anunciar efetivamente aquilo que o grupo dele decidisse”.
O petista seguiu explicando. “O Guimarães me ligou perguntando que ele tinha uma plenária e ia fazer um anúncio. Eu entendi que achava que nós tínhamos um processo em curso, que nós já tínhamos um prazo, que o Diretório iria decidir até o dia 21. Então, que eu achava natural que os grupos pudessem ir tomando suas definições, mas a definição do nome de cada grupo, cada grupo decide”, destacou.
Elmano ressaltou ainda que considera tanto as pessoas que estão no seu governo como aquelas que fazem parte do partido “absolutamente livres para escolher “a pré-candidatura do PT que acharem a mais adequada”, e pontuou:
“Nós temos absoluto respeito e admiração por todos os pré-candidatos que temos no Partido dos Trabalhadores. Nós somos companheiros, nós somos amigos de muito tempo. Eu jamais faria qualquer ação e não me cabe nesse momento fazer a opção, eu, enquanto governador, por um nome ou por outro, mas me cabe buscar tentar preservar, primeiro, que o partido faça a escolha da maneira mais livre possível, que a base do PT participe dessa decisão e que a gente possa construir um consenso”, completou o governador.
Em Fortaleza, o PT tem um impasse, pois cinco nomes anunciaram pré-candidaturas à Prefeitura na capital, além de Evandro Leitão: a deputada federal Luizianne Lins; a deputada estadual Larissa Gaspar; o deputado estadual Guilherme Sampaio e o assessor especial de Assuntos Municipais do Ceará, Artur Bruno.
Nesse momento, os grupos internos do partido chamados de “correntes” ou “tendências” estão dialogando e manifestando apoio a determinados pré-candidatos. Na próxima quarta-feira (13), o Diretório Municipal do PT decidirá o método de escolha do candidato, que poderá ser encontro de delegados ou prévias partidárias. Já a decisão final sobre quem irá representar o partido na disputa pelo Paço Municipal está prevista para 21 de abril.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *