Política

Cid acaba com planos de Ciro de criar federação PDT e PSB

A ida do FG para o PSB é um fracasso na busca por apoio a reeleição de Sarto.

A família Ferreira Gomes protagoniza uma disputa por poder e alianças na política cearense após o rompimento do PDT. Com o foco nas eleições municipais de 2024, os irmãos Ciro e Cid Gomes buscam apoios para ver quem tem mais força. A última briga teve como vencedor o senador, que acabou com dois planos de Ciro: a federação do PDT e PSB, futuro partido de Cid, e apoio à reeleição do atual prefeito de Fortaleza, José Sarto. A informação foi publicada na edição desta quarta-feira (3) do jornal O Globo.

Ao confirmar saída do PDT e filiação, no dia 4 de fevereiro desse ano, ao PSB, Cid aniquilou a possível união dos dois partidos que visava cumprir a cláusula de barreira nas eleições 2026. Desde 2022, os FGs não concordam quando o assunto é aliança com Partido dos Trabalhadores (PT). Nas eleições gerais, o senador defendeu ser base do governo Elmano, enquanto Ciro apoiou a candidatura de Roberto Cláudio. Naquele ano, Cid também apoiou Lula no segundo turno, causando mais embate entre os irmãos.

Em tempo

A filiação de Cid ao PSB é uma tratativa do ministro da Educação, Camilo Santana. A ida do FG é um fracasso na busca por alianças que apoiem a reeleição de Sarto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *