Chuvas da primeira quinzena de março em Fortaleza já representam 62% da média histórica mensal

Levantamento aponta que, na última década, cinco anos tiveram pluviometria acima da média no mês de março na Capital cearense

Amanhecer o dia com céu nublado e pancadas de chuvas tem se tornado constante nos últimos dias em Fortaleza. A capital Cearense recebeu, nesta primeira quinzena de março, mais de 60% de todo o volume de chuva esperado para o mês.

De 1º a 15 de março, a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) contabilizou 195.2 milímetros de chuva média acumulada. A normal climatológica para todo o mês é de 324.1 mm. Este índice, até o momento, é positivo.

O volume acumulado neste início de março é superior ao registrado em todo mês passado, quando fevereiro fechou com 149.8 mm. E, além disso, a Capital cearense também está sensivelmente a frente do atual acumulado de chuva no Ceará.

Em todo o Estado, choveu, até agora, cerca de 55% do volume esperado para todo o mês. Em Fortaleza, os primeiros quinze dias já somam o equivalente a 62% da média histórica mensal. Diante da previsão de continuidade das chuvas para, pelo menos, nos próximos dois dias, Fortaleza poderá superar, em breve, a média histórica de março.

Em fevereiro, essa média não foi atingida. O mês passado fechou com acumulado de 149.8 mm, o que representa 8% abaixo da média histórica para o período (163.2 mm). Já no mês de janeiro, a Capital cearense recebeu intenso volume de água.

 

 

Naqueles 31 dias iniciais do ano, Fortaleza registrou mais do que o dobro da média histórica mensal (117.1 mm). Ainda conforme dados da Funceme, foram 300.6 milímetros observados. As precipitações de janeiro e as observadas até agora no mês de março contribuíram para elevar o acumulado geral em Fortaleza.

Em apenas dois meses e meio, a Capital cearense já contabiliza quase a metade (46%) de todo volume de chuva esperado para o ano inteiro. São 646 milímetros acumulados de 1º de janeiro até esta terça-feira, 15 de março. Os dados são parciais e podem ser atualizados ao longo do dia.

 

 

Histórico da última década

Março é o mês do ano com maior volume de chuva esperado no Ceará. No entanto, nem sempre esse cenário se confirma na prática. Levantamento realizado pelo Diário do Nordeste, com base em dados fornecidos pela Funceme, aponta que, na última década, março fechou com volume superior acima da média em cinco anos.

O maior volume acumulado aconteceu no ano de 2019, quando a Capital cearense registrou 519.8mm, isto é, 60,4% superior a média mensal. Já o ano com menor índice acumulado em março foi em 2018, quando Fortaleza fechou o mês com 228.8 milímetros de chuva (-29,4%).

Confira o levantamento completo dos últimos dez anos, em Fortaleza:

  • 2022:
    Janeiro: 300.6mm +156,7%
    Fevereiro: 149.8mm -8,2%
    Março (até o dia 15): 195.2mm
  • 2021:
    Janeiro: 120.2mm +2,7%
    Fevereiro: 66.6mm -59,2%
    Março: 451.8mm +39,4%
  • 2020:
    Janeiro: 173mm +47,7%
    Fevereiro: 339.8mm +108.25
    Março: 401.3mm +23,8%
  • 2019:
    Janeiro: 238.5mm +103,7%
    Fevereiro: 362.4mm +122%
    Março: 519.8mm +60,4%
  • 2018:
    Janeiro: 162.6mm +38,8%
    Fevereiro: 263.3mm +61,3%
    Março: 228.8mm -29,4%
  • 2017:
    Janeiro: 141.3mm +20,7%
    Fevereiro: 227.3mm +39,3%
    Março: 485.4mm +49,8%
  • 2016:
    Janeiro: 330.5mm +182,3%
    Fevereiro: 206.7mm +26,6mm
    Março: 271.1mm -16,4%
  • 2015:
    Janeiro: 80.3mm -31,4%
    Fevereiro: 165.1mm +1,2%
    Março: 353.8mm +9,2%
  • 2014:
    Janeiro: 27.1mm -76,9%
    Fevereiro: 108.7mm -33,4%
    Março: 288.4mm -11%
  • 2013:
    Janeiro: 33.5mm -71,4%
    Fevereiro: 82.6mm -49,4%
    Março: 36.2mm -8,8%

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *