três cidades do Vale do Jaguaribe não registraram homicídios em 2019; duas tiveram aumento da violência.

O Ceará terminou o ano de 2019 com 2.257 mortes violentas, uma redução de quase 50% no índice, em comparação com os 4.518 assassinatos registrados em 2018. Um estudo do Observatório de Segurança do Ceará, divulgado nesta segunda-feira (27), apontou que a queda está relacionada a uma redução de crimes na capital cearense e por 15 municípios de diversas regiões do estado não terem registrado homicídios em 2019.

Sobre o estudo, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) ressaltou que 135 municípios cearenses apresentaram reduções nos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), em 2019, em comparação ao ano de 2018. Entre eles, 16 registraram reduções de 100% nesse tipo de ocorrência.

De acordo com o balanço, as 15 cidades do estado onde não tiveram CVLIs no ano passado foram:

Abaiara (10.849 habitantes)
Alcântaras (10.771 habitantes)
Ararendá (10.500 habitantes)
Araripe (20.685 mil habitantes)
Catunda (10.508)
Cedro (24.527 habitantes)
Chaval (12.617 habitantes)
Ibaretama (12.928 habitantes)
Ipaumirim (12.305 habitantes)
Iracema (13.725 habitantes)
Itaiçaba ( 7.698 habitantes)
Moraújo (8.069 habitantes)
Morrinhos ( 20.703 habitantes)
Palhano (9.348 habitantes)
Pires Ferreira (10.216 habitantes)

Destes municípios do interior, a maioria tem de 11 mil a 13 mil habitantes. A menor em população é Itaiçaba, com quase oito mil habitantes; e a maior, no Cedro, com, aproximadamente, 25 mil moradores. No ano de 2018, todas as 15 cidades tiveram ocorrências de CVLIs.

Os estudiosos que participaram do levantamento sobre as mortes violentas no Ceará destacaram no documento que Fortaleza registrou queda de 54,8% na letalidade. Na contramão, há localidades que mostraram requerer mais atenção das autoridades.

Aumento da violência
Há 21 municípios do Ceará que tiveram crescimento no número de assassinatos, são eles: Alto Santo, Aracoiaba, Porteiras, Milhã, Uruburetama, Antonina do Norte, Carnaubal, Senador Sá, Tarrafas, Amontada,  Jaguaribara, Assaré, Potengi, Santana do Cariri, Independência, Choró, Itatira, Banabuiú, Guaiúba, Chorozinho e Trairi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *